POLÍCIA

Polícias Civil e Militar prende autor de feminicídio consumado e homicídio qualificado tentado em Três Lagoas

today21/03/2024

Fundo
share close

A Polícia Civil, em atuação conjunta com a Polícia Militar, prendeu em flagrante o autor de feminicídio consumado e homicídio qualificado tentado, ocorrido hoje de manhã, 21/03, no centro da cidade. Segundo apurado, por volta das 07h30min desta quinta-feira, a Polícia Civil tomou conhecimento de que P.H.A. (26), teria efetuado dois disparos de arma de fogo em sua companheira, G.P.S. (42), sendo que um deles também atingiu a perna esquerda de M.S.P.O. (76).

O autor perseguiu a vítima, que estava dirigindo o seu veículo, junto de M.S.P.O., quando, próximo à uma funerária da cidade de Três Lagoas, bateu na traseira do veículo por diversas vezes. Já no citado local, abordou sua companheira, G.P.S., efetuando dois disparos de arma de fogo em seu peito, também atingindo a perna esquerda de M.S.P.O.  Elas foram socorridas até o Hospital Auxiliadora, mas G.P.S., ainda pela manhã, não resistiu aos ferimentos e foi à óbito. 

As diligências policiais, de maneira conjunta entre Polícia Civil e Polícia Militar, tiveram início imediato, através de rondas na tentativa de capturar o autor e levantamento de testemunhas que presenciaram os fatos e realizações de perícias. Ainda pela manhã, o autor foi capturado e conduzido até a Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM) de Três Lagoas/MS.

Além do interrogatório do investigado, foram também identificadas e ouvidas outras sete testemunhas, que narraram os fatos com exatidão e precisão. Também foi realizada a perícia no veículo que era dirigido pela vítima, sendo que lá foram encontradas manchas de sangue.

A arma utilizada no crime, no entanto, não foi localizada, apesar do esforço das forças policiais, inclusive com o uso do canil da Polícia Militar. P.H.A. foi autuado em flagrante pelos crimes de feminicídio consumado e homicídio qualificado tentado, cujas penas podem alcançar, caso condenado, 50 anos de reclusão. O Inquérito Policial, que apura os fatos está sob a presidência do delegado adjunto da DAM/TL, Matheus Souza.

A Delegacia de Atendimento à Mulher de Três Lagoas, localizada à Rua Oscar Guimarães, n. 1655, Centro, no âmbito da operação ATRIA, reafirma o compromisso na defesa de mulheres vítimas de violência doméstica, bem como reforça a importância do registro de boletim de ocorrência e solicitação de medidas protetivas, principal instrumento de proteção da Lei Maria da Penha.

 

Escrito por difusorapantanal

Rate it

Comentários da publicação (0)

Deixe uma resposta

O seu email não vai ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

ENDEREÇO

REDES SOCIAIS

0%