Polícia Penal fará exercício de defesa na Máxima com simulação e tiros sem munição real

Polícia Penal fará exercício de defesa na Máxima com simulação e tiros sem munição real

A Polícia Penal realizará um exercício simulado de ‘Plano de Defesa – Combate em Torre’ no Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho, a chamada Máxima, localizada no Complexo Penitenciário do Jardim Noroeste, na próxima quinta-feira (30), a partir das 17 horas.

Durante o exercício, não serão utilizadas munições reais devido à proximidade de casas no entorno, garantindo a segurança dos envolvidos. Mesmo assim o perímetro será isolado, não sendo permitida aproximação de pessoas que não estejam envolvidas com a ação.

 O treinamento será ministrado por instrutores da Polícia Penal Federal e tem como objetivo repelir ataques externos e tentativas de fugas, além de integrar o processo de modernização do sistema de segurança da unidade prisional.

 O exercício simulado seguirá protocolos estabelecidos pela Senappen (Secretaria Nacional de Políticas Penais) no Sistema Penitenciário Federal, com o envolvimento de outras forças de segurança no plano de ação. A parte prática é continuidade do treinamento que os servidores já receberam, através das aulas teóricas.

 A ação é coordenada pela Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), por meio da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) e sua Escola Penitenciária, demonstrando o compromisso das autoridades com a segurança e a eficiência do sistema prisional.

O treinamento do ‘Plano de Defesa – Combate em Torre’ também já foi realizado na PED (Penitenciária Estadual de Dourados) e na Penitenciária Estadual Masculina de Regime Fechado da Gameleira I.

Comunicação Agepen