Polícia Civil resgata animais em situação de maus tratos em Corumbá

Polícia Civil resgata animais em situação de maus tratos em Corumbá

Uma denúncia anônima recebida pelo disque-denúncia 3234-711, levou a uma ação rápida da Polícia Civil para resgatar animais em situação de maus-tratos em uma residência no bairro Popular Nova. Segundo a denúncia, a casa abrigava animais em condições deploráveis, inclusive com filhotes mortos. As fotos anexadas à denúncia confirmavam a gravidade da situação.

Imediatamente a Polícia Civil, por intermédio da delegacia de Corumbá, foi ao local para averiguar os fatos. Ao chegar, encontrou quatro cães – dois adultos e dois filhotes – em estado de extrema desnutrição. Os animais estavam tão magros que seus ossos estavam visíveis, com dificuldades de locomoção devido à magreza severa. Além disso, apresentavam sinais de anemia profunda, falta de pelo, ferimentos pelo corpo e unhas excessivamente grandes. Diante do estado crítico de saúde dos animais, foi constatada a necessidade de uma intervenção urgente para salvar suas vidas.

Para entender melhor a situação, foi procurado informações no estabelecimento em frente à residência, sendo informado que apenas uma senhora morava na casa e que, ocasionalmente, comprava pequenas quantidades de ração para os animais. Dois quilos de ração foram comprados no local e oferecidos aos cães, que consumiram rapidamente, mostrando estar famintos. Os animais estavam apáticos e não respondiam a estímulos.

Diante de tal situação, os filhotes foram resgatados e encaminhados para uma ONG parceira, onde receberão atendimento e acompanhamento veterinário.

A tutora dos animais, entrou em contato com a delegacia na mesma manhã, informando que sabia da magreza dos animais devido à alimentação insuficiente. E que não tinha interesse em permanecer com os animais.

Os animais adultos que continuaram na residência serão acompanhados pela médica veterinário da Gerência do Bem estar animal, até que possam ser resgatados e encaminhados para um local adequado.

Este caso ressalta a importância das denúncias de maus-tratos e a rápida atuação das autoridades para salvar vidas. Denuncie 3234-7111.