Polícia Civil realiza ação de conscientização, no âmbito da Campanha Junho Prata, no Centro de Convivência do Idoso em Campo Grande

Polícia Civil realiza ação de conscientização, no âmbito da Campanha Junho Prata, no Centro de Convivência do Idoso em Campo Grande

A Polícia Civil, através do Núcleo Institucional da Cidadania (NIC), promoveu uma ação de conscientização no Centro de Convivência do Idoso “Vovó Ziza”, nesta quarta-feira (05) em Campo Grande. A iniciativa faz parte das atividades do Junho Prata, mês dedicado à conscientização sobre a importância do respeito à integridade física e psíquica dos idosos e ao combate à violência contra essa população, uma Campanha promovida pelo Governo do Estado, com a participação da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (SEJUSP).

Delegada Maíra Pacheco, Coordenadora do NIC.

Durante o evento, a coordenadora do NIC, Delegada Maíra Pacheco, ministrou uma palestra sobre Violência Patrimonial, elucidando os diversos tipos de violência cometidos contra pessoas 60+. A delegada forneceu orientações jurídicas e explicou como proceder para denunciar esses crimes. Além disso, abordou o tema do Idadismo, preconceito baseado na idade que leva à crença de que pessoas idosas não são mais capazes de trabalhar ou gerir suas vidas pessoais e financeiras. “Precisamos, como sociedade, entender que essas pessoas não estão inutilizadas, apenas alcançaram uma nova fase da vida. É dever do Estado, da família e da sociedade garantir os direitos da pessoa idosa, conforme previsto no Estatuto do Idoso”, destacou Maíra Pacheco.

A ação contou ainda com a presença de diversas autoridades, incluindo o Secretário Executivo da SEJUSP, Luiz Alexandre, a Coordenadoria-Geral de Perícias, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e a Polícia Militar.

Eliúde Andrade com a irmã Miralva Andrade, frequentadoras do CCI.

 

Para a frequentadora do CCI, Eliúde Andrade, de 78 anos, essas ações são extremamente valiosas. “Conheço muitos colegas que enfrentam violência, muitas vezes pelos próprios parentes. Acredito que muitos não conseguem se defender e ficam reféns desses crimes, mas precisam ter a coragem de denunciar. Sempre que precisamos da Polícia Civil, somos acolhidos e atendidos com eficiência”, afirmou Eliúde.

 

Os canais de denúncia disponíveis incluem o Disque 100, o 180 para casos envolvendo mulheres idosas e o 190. Denúncias também podem ser feitas em qualquer delegacia de Polícia Civil do estado.

A ação da Polícia Civil no Centro de Convivência do Idoso “Vovó Ziza” reforça o compromisso da instituição com a proteção e a dignidade dos idosos, promovendo a conscientização e encorajando a denúncia de abusos.

Foto e texto: Jéssica Salles ASSERICOM PC/MS.