Polícia Civil prende homem por posse irregular de munição, adulteração de sinal identificador de veículo e furto de energia elétrica, em Campo Grande

Polícia Civil prende homem por posse irregular de munição, adulteração de sinal identificador de veículo e furto de energia elétrica, em Campo Grande

Na manhã desta sexta-feira, (26), no acompanhamento sistemático das organizações criminosas, no âmbito da Operação Protetor, coordenada pelo Ministério da Justiça, chegou ao conhecimento do DRACCO a localização de indivíduos foragidos da justiça. Um dos procurados teria mandado em aberto com pena de mais de 20 anos de prisão, pelos crimes de tráfico de drogas (Lei 11.343/06), organização criminosa (Lei 12.850/13) e correlatos.

Diante do histórico criminal do sentenciado, as equipes passaram a monitorar o local onde ele estava e observaram quando um indivíduo entrou em uma residência e logo saiu, apressado em um veículo, Ford Ranger. Os policiais se aproximaram e realizaram a abordagem.

Sem documento da caminhonete, o condutor se limitou a dizer que havia acabado de pegar o automóvel de uma pessoa que não conhece, com o objetivo de entregar a outra pessoa que também não conhece, sendo que pela conduta iria perceber a quantia de R$ 200,00. Realizada inspeção visual nos caracteres identificadores do chassi, observou-se vestígios visíveis de adulteração, mediante supressão de dígitos por recurso abrasivo e/ou pinagem.

Ao ser questionado, o indivíduo preso confessou que tinha uma arma de fogo, mas vendeu, ficando apenas com as munições, que estariam escondidas em sua residência. Na casa foram localizadas 100 munições do calibre .380 e 50 munições do calibre 9mm.

A equipe policial retornou ao imóvel suspeito e, ao se dirigir até o portão de visita, pode observar que as pessoas que estavam no interior da residência fugiram, pulando muros da vizinhança, invadindo domicílios alheios em desembalada carreira e tomando rumo ignorado. Foi visualizado, inclusive, que alguns dos homens portavam arma de fogo.

Foi montado cerco policial na região e um homem foi alcançado e detido. Como ele tinha mandado de prisão em aberto, também foi capturado. Um terceiro indivíduo que também fugiu da abordagem foi conduzido para o DRACCO e prestou esclarecimentos na condição de testemunha.

Ainda durante a ação, constatou-se indícios de subtração de energia elétrica, mediante ligação clandestina, no local. Foi requisitada perícia e também foi acionada a Concessionária de Energia Elétrica – Energisa, para a verificação. O crime foi confirmado e o homem além de ter tido o mandado de prisão cumprido, foi preso por posse irregular de munições irá responder por furto de energia elétria. 

O DRACCO permanece em diligências para a localização dos demais envolvidos na ocorrência e apuração de suas respectivas responsabilidades.