Polícia Civil indicia mulher por crime de tortura praticado contra uma adolescente, em Brasilândia

Polícia Civil indicia mulher por crime de tortura praticado contra uma adolescente, em Brasilândia

Nesta terça-feira (09), a Delegacia de Polícia Civil de Brasilândia-MS concluiu as investigações e indiciou uma mulher, R.A.C., de 41 anos, por crime de tortura praticado contra uma adolescente, de 17 anos de idade. Inicialmente, durante registro criminal, os fatos foram apurados como lesão corporal dolosa, contudo, durante as investigações, a autoridade policial tomou conhecimento de um vídeo, que continha as imagens das agressões, bem como o teor das falas da autora.

Em referido vídeo, a mulher agride violentamente a adolescente, com o fim de obter a suposta confissão da vítima, em razão de supostas intrigas que a adolescente teria feito. Em seu interrogatório, a autora tentou justificar as agressões, dizendo que a menor teria inventado “fofocas” para seu marido.

Os fatos ocorreram no final do mês de março deste ano (2024). A vítima sofreu lesões na face e na cabeça e não corre risco de morte.

O crime de tortura é considerado equiparado a hediondo. As penas pelo crime superam 8 anos de prisão.