Polícia Civil identifica dupla que planejou roubo de armas e coletes balísticos da segurança do Hospital Regional

Polícia Civil identifica dupla que planejou roubo de armas e coletes balísticos da segurança do Hospital Regional

Na última semana, foram presos F.S.B.M e K.R.A.F, mandantes do assalto à segurança do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, quando armas de fogo e coletes balísticos foram subtraídos do local por homens armados. Os dois identificados pela DERF (Delegacia Especializada de Repressão aos Roubos e Furtos), são cunhados e possuem vasta ficha criminal. Além de planejarem o assalto, prestaram auxilio material aos executores.

Conforme conclusão de inquérito policial conduzido pela DERF – Delegacia Especializada em Repressão a Roubo e Furtos, os dois indivíduos presos na semana passada foram os idealizadores do roubo praticado em 08 de setembro do ano passado, no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, quando mais de três homens portando armas de fogo renderam e subtraíram os revólveres e os coletes balísticos das vigilantes, funcionárias de uma empresa que realizava a segurança patrimonial do Hospital.

Na ocasião, duas funcionárias da empresa de segurança foram surpreendidas e rendidas pelos indivíduos que exigiram os dois revólveres marca TAURUS, calibre .38 SPL, contendo cinco munições cada, bem como dois coletes balísticos. De acordo com as investigações, as armas roubadas eram destinadas a outros assaltos, sendo que foram recuperadas, no dia 15/09/2023, pela PM, quando uma guarnição da Polícia Militar abordou um veículo FIAT FIORINO, flagrando três ocupantes do carro em posse das armas e coletes da empresa de segurança do Hospital.

Após a prisão dos três indivíduos que estavam com as armas e coletes, a DERF os identificou como sendo os executores diretos do assalto, ou seja, foram eles que renderam as seguranças e subtraíram as armas. Faltava então os mandantes, que, após trabalho de inteligência, foram identificados por uma equipe da DERF.

F.S.B.M e K.R.A.F foram os mentores do assalto, resultando em representação ao Poder Judiciário pela decretação da prisão preventiva deles. Assim que o pedido foi deferido, a ordem judicial foi devidamente cumprida. 

O primeiro mandante foi preso em Campo Grande pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar. O segundo, foi preso em Rio Negro durante uma abordagem, após fugir de Campo Grande para evitar a prisão na Capital.

Os dois criminosos foram indiciados por organização criminosa e roubo majorado pelo emprego de arma de fogo e concurso de pessoas.