Polícia Civil fiscaliza pontos vulneráveis, durante Operação “Caminhos Seguros – 2024” em Campo Grande

Polícia Civil fiscaliza pontos vulneráveis, durante Operação “Caminhos Seguros – 2024” em Campo Grande

A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, por meio da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), durante o mês de maio, participa da Operação Caminhos Seguros 2024, com foco no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes. Na noite da última terça-feira feira (14), equipes da DEPCA fiscalizaram diversos pontos vulneráveis em Campo Grande, com denúncias registradas de exploração sexual infanto-juvenil.

O levantamento foi realizado pelo Ministério da Justiça, em conjunto com a Especializada, e a ação foi deflagrada com o objetivo de fiscalizar e enfatizar a frequentadores e donos de bares e boates da capital sobre as penalidades e também a importância da conscientização e da colaboração da comunidade no combate à exploração sexual infantil. Segundo o Código Penal (artigos nº 228 e 229), é crime o favorecimento da prostituição ou outra forma de exploração sexual, com pena de dois a cinco anos de reclusão e multa.

Também é crime manter, por conta própria ou de terceiros, estabelecimento em que ocorra exploração sexual. O Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA assinala que é crime submeter criança ou adolescente à exploração sexual, com reclusão de quatro a dez anos.

Os esforços continuarão durante todo o período da Operação, visando o combate a esses graves crimes e a proteção integral de nossas crianças e adolescentes.

A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul reitera seu compromisso inabalável com a justiça e a segurança da população, permanecendo incansável na luta contra a exploração e qualquer forma de violência infanto-juvenil