Polícia Civil esclarece roubo ocorrido no fim de semana, em Aquidauana

Polícia Civil esclarece roubo ocorrido no fim de semana, em Aquidauana

A Polícia Civil, por meio da 1ª Delegacia de Aquidauana-MS, esclareceu nesta terça-feira, 28/05, um crime de roubo ocorrido em 26/05, no Bairro Vila Paraíso, no município. O receptador foi identificado e o aparelho de celular subtraído mediante grave ameaça foi apreendido e será restituído à vítima.

Conforme o registro da ocorrência, a vítima foi surpreendida na quitinete onde mora, por um homem armado com uma faca, que exigiu seu telefone celular. O agressor entrou na residência bastante alterado, encostou a faca no abdômen da vítima e exigiu o aparelho.

A vítima tentou argumentar com o autor, mas o homem tomou o objeto, um LG modelo K11, de cor preta, e fugiu de bicicleta. Com as características descritas pela vítima, foi possível identificar o autor do furto, como sendo, J.M.J., de 35 anos, morador da cidade de Anastácio/MS.

Ao ser encontrado, J.M.J. confessou a prática delitiva, relatando que estava sob efeito de drogas durante o crime e que não conhecia a vítima. Ele afirmou ter utilizado um pedaço de madeira para simular a arma durante a ação.

J.M.J. mencionou ainda que vendeu o telefone celular por R$ 9,00 para uma pessoa que conhecia apenas pela alcunha, próximo ao cemitério de Aquidauana/MS, utilizando o dinheiro para adquirir substâncias entorpecentes.

As investigações continuaram e hoje uma equipe de investigadores da 1ª Delegacia de Aquidauana conseguiu identificar o receptador, H.M.A., de 49 anos, morador de Aquidauana/MS. Apesar de H.M.A. negar os fatos, alegando que teria ficado com o objeto em garantia a um empréstimo de R$ 9,00, o telefone celular foi apreendido e será restituído à vítima.

J.M.J. foi indiciado pela prática do crime de roubo, descrito no artigo 157 do Código Penal, enquanto H.M.A. foi indiciado pela prática do crime de receptação, descrito no artigo 180 do Código Penal. Outras providências de Polícia Judiciária serão adotadas no decorrer da instrução do Inquérito Policial, já instaurado.