Polícia Civil desmantela associação criminosa responsável pela prática de inúmeros crimes de furto qualificado, que atuava diariamente há pelos menos três meses, capturando, em flagrante, três indivíduos e recuperando diversos objetos furtados em Campo Grande

Polícia Civil desmantela associação criminosa responsável pela prática de inúmeros crimes de furto qualificado, que atuava diariamente há pelos menos três meses, capturando, em flagrante, três indivíduos e recuperando diversos objetos furtados em Campo Grande

No último domingo (17), a Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros (GARRAS), realizou a prisão em flagrante de R.E.S. (29), L.M.S. (24) e L.G.A.S. (22) pelos crimes de furto qualificado mediante rompimento de obstáculo e associação criminosa.

Após a notícia de que um grupo de indivíduos estaria praticando crimes de furto qualificado, com frequência diária, em diversos bairros residenciais de Campo Grande, há aproximadamente dois meses, e que, nestes delitos, diversas armas de fogo estariam sendo subtraídas, equipes do GARRAS passaram a monitorar a referida associação criminosa.  Neste ínterim, uma equipe desta unidade especializada tomou conhecimento que, na última sexta-feira (15), os indivíduos suspeitos teriam furtado uma residência no Bairro Jardim Bela Vista, utilizando um veículo FIAT/UNO, de cor prata, com instrumentos e modus operandi idêntico aos perpetrados pela associação criminosa monitorada.

Diante disto, após diligências ininterruptas, que perduraram desde a notícia do crime até a data do último domingo (17), a equipe policial logrou êxito em identificar, localizar e capturar três dos indivíduos envolvidos nos furtos e pertencentes à associação criminosa. Com estes indivíduos foram encontrados diversos objetos furtados, tais como joias diversas, relógios e bebidas de valor.

Além disto, foram também apreendidos os instrumentos utilizados para prática dos crimes: o veículo utilizado para transportar e dar fuga aos criminosos, as roupas usadas na ocasião dos crimes e, por fim, as luvas que vestiam para não deixar vestígios de impressões digitais. Alguns dos objetos furtados, encontrados com os criminosos, foram reconhecidos pelas vítimas, motivo pelo qual foram imediatamente entregues aos legítimos proprietários.

Por fim, R.E.S. (29), L.M.S. (24) e L.G.A.S. (22) foram encaminhados ao GARRAS para realização dos procedimentos legais, onde permanecerão à disposição da Justiça.

 

Google search engine