MS adere ao Programa Minha Casa, Minha Vida Cidades-Emendas e terá subsídio de até R$ 32 mil

MS adere ao Programa Minha Casa, Minha Vida Cidades-Emendas e terá subsídio de até R$ 32 mil

Com o objetivo de auxiliar na conquista da casa própria, o Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Agehab (Agência de Habitação Popular), adere ao Programa Minha Casa, Minha Vida Cidades na modalidade Emendas, que fornece subsídio de até R$ 32 mil para aquisição de imóveis, com contrapartidas da União por meio de emendas parlamentares.

Lançado em 2023 pelo Governo Federal, a nova versão do Programa Minha Casa, Minha Vida Cidades dispõe de contrapartidas da União ou de estados, municípios e do Distrito Federal para operações de financiamento habitacional com recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

No site da Agehab, os interessados devem estar com inscrição ativa, bem como os dados atualizados, para verificação de informações, que devem atender aos requisitos estabelecidos pela Lei Federal nº 14.620, de 2023. Vale ressaltar que a participação só é válida para quem não faz parte de nenhum outro programa de habitação, ou que tenha imóvel próprio.

No Programa Minha Casa, Minha Vida Cidades-Emendas será possível a participação de empresas do ramo da construção civil que possuam empreendimentos na modalidade de apoio à produção de habitações ou alocação de recursos.

Conforme decreto Estadual nº 16.426, de 26 de abril de 2024, os municípios participantes serão Campo Grande e Dourados, com limite de R$ 220 mil no valor do imóvel escolhido. Quem reside na Capital e não tem acesso a internet pode procurar um dos três postos de atendimento Fácil. Já em Dourados, a inscrição pode ser feita no setor de habitação do respectivo município.

Os subsídios são destinados para as seguintes faixas:

Faixa 1 – renda familiar de até R$ 2.640, com subsídio de até R$ 32 mil;
Faixa 2 – renda familiar de R$ 2.640,01 até R$ 4,4 mil, com subsídio de até R$ 20 mil;
e Faixa 3 – renda de R$ 4.400,01 até R$ 7.050,00, com subsídio de até R$ 12 mil.

Edyelk dos Santos, Comunicação Agehab