Homem que roubou pelo menos 29 farmácias em Campo Grande é preso em operação da Polícia Civil

Homem que roubou pelo menos 29 farmácias em Campo Grande é preso em operação da Polícia Civil

A Polícia Civil, por intermédio da DERF (Delegacia Especializada na Repressão aos Roubos e Furtos), conseguiu prender neste fim de semana, um homem de 29 anos de idade, que estava causando terror para as farmácias e drogarias de Campo Grande. De acordo com as investigações da Especializada, num período de nove meses, o indivíduo roubou pelo menos 29 estabelecimentos do ramo, na capital.

Em levantamentos de análise criminal, apurou-se que os crimes foram praticados entre agosto/2023 a maio/2024, entre às 18 e 21h30min. O assaltante invariavelmente utilizava boné e máscara, tentando dificultar a identificação.

Além disso, ele ingressava nas farmácias quase sempre na ausência de clientes, aproveitando-se de um breve momento em que os funcionários estavam sozinhos. No dia 29/05, por volta das 20h, policiais da DERF flagraram o autor  dos roubos em série, adentrando em uma farmácia na Avenida Coronel Antonino.

O indivíduo anunciou o assalto fazendo menção estar armado com a mão na região da cintura e ordenou que os funcionários fossem para o fundo da loja, mandando que uma das atendentes pegasse o dinheiro do caixa. Após subtrair os valores, ele foi abordado e preso pelos investigadores de Polícia Civil.

O homem foi identificado como C.F.S.J. Ele possui três condenações por roubo e estava em liberdade condicional.

Foi constatado que o indivíduo utilizava um aparelho celular por debaixo da blusa para simular estar armado. Com ele, os policiais apreenderam uma motocicleta utilizada na fuga após os roubos.

Já na casa dele, situada no Bairro Jardim Carioca, foram apreendidas diversas peças de roupas utilizadas em outros assaltos. Interrogado, o autor confessou a prática dos delitos, alegando que praticava os roubos para sustentar o seu vício em drogas.

Após representação da autoridade policial, o Poder Judiciário converteu a prisão em flagrante do autor em prisão preventiva.