Enxadristas representam Mato Grosso do Sul em competição nacional de base em Natal

Enxadristas representam Mato Grosso do Sul em competição nacional de base em Natal

Em Natal (RN), enxadristas do projeto Xadrez do Futuro, Prodesc (Programa MS Desporto Escolar), vinculado à Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul), disputaram o campeonato de xadrez do Fenac (Festival Nacional da Criança) e Fenaj (Festival Nacional da Juventude e Juvenil). Ao todo, a competição reuniu mais de 300 participantes, representando 22 estados das quatro regiões do país.  A disputa contou com enxadristas de seis a 20 anos.

O campeonato brasileiro de base é dividido em dois: o Fenac, que abrange as categorias sub-6, sub-8, sub-10 e sub-12, e o Fenaj, que vai do sub-14 ao sub-20. Os ritmos disputados foram blitz, rápido e clássico (pensado). Com 314 inscritos no geral, a delegação sul-mato-grossense foi a sétima maior, com 15 atletas. 

Os três melhores atletas de cada categoria vão garantir classificação para o Festival Pan-Americano, nos dias 14 a 20 de julho, em Orlando, nos Estados Unidos. No campeonato Sul-Americano de 1º a 13 de dezembro no Uruguai e para as duas etapas do Mundial, a primeira em Florianópolis, e a segunda na Itália, nos meses de outubro e novembro. 

No sub-16 absoluto, Arthur Neres, atleta do projeto Xadrez do Futuro terminou em quinto lugar e Jamilly Maciel teve destaque, conquistando medalha de prata, ambos no ritmo blitz. A atleta Mariana Yassuda vai representar Mato Grosso do Sul no Campeonato Mundial, após ser campeã do ritmo clássico. Com a conquista, a sul-maot-grossense ainda assegurou o título de Mestre Nacional (MN), além de vaga para o Pan-Americano e Mundial.

Jamilly Maciel, de 15 anos, é de Corumbá e joga xadrez desde os seis anos de idade. Para ela, o Prodesc (Programa MS Desporto Escolar) promoveu muitas oportunidades de crescimento e desenvolvimento.

“Eu sempre tive muita dificuldade em participar de torneios, porque eu moro em uma cidade muito pequena que fica longe da maioria das cidades que tem torneio. O Prodesc tem sido muito importante, pois me auxilia a participar dos torneios fora do estado e também ajuda a me preparar para eles. Minha expectativa para o futuro é poder representar o Prodesc, não só fora do estado, mas também fora do Brasil, mostrando a força do xadrez sul-mato-grossense”, ressalta a enxadrista.  

Natural de Três Lagoas, Arthur Neres participa do projeto esportivo escolar e é beneficiário do programa Bolsa Atleta do Governo de Mato Grosso do Sul. Os resultados do atleta de 15 anos na modalidade influenciaram outros estudantes a praticarem o esporte em seu município.

“Eu represento o Mato Grosso do Sul em várias competições fora do estado e sou muito feliz, grato por poder representar o meu estado. Eu estudo em escola estadual e faço parte do programa Prodesc e foi onde tudo começou, meus primeiros torneios foram pelo Prodesc”, frisa Arthur.

Professor supervisor do projeto Xadrez do Futuro, Marcelo Simões, ressalta que desde de 2021 tem trabalhado para fomentar a modalidade no estado. 

“Em 2021 eu criei o projeto xadrez do futuro, com o objetivo de nortear todas as ações do Prodesc relacionadas ao xadrez. Hoje os nossos atletas do Prodesc já participaram de competições nacionais e internacionais, como o sul-americano e o pan-americano. E, em todas as competições, nós conseguimos resultados extremamente positivos com os nossos atletas. Então, eu penso que para o futuro queremos descobrir novos talentos e os capacitar da melhor forma”, destaca o professor de Educação Física Marcelo Simões.

Bel Manvailer, Comunicação Fundesporte
Foto: Arquivo/Fundesporte