Adolescente tenta passar a mão em policial civil durante atividade física e é apreendido por ela em Dourados

Adolescente tenta passar a mão em policial civil durante atividade física e é apreendido por ela em Dourados

Uma Investigadora de Polícia Civil, lotada em Dourados, foi vítima de uma tentativa de importunação sexual, mas percebeu a ação do indivíduo e conseguiu apreendê-lo em flagrante. O fato aconteceu por volta das 06h30min de ontem, 06/06, no momento em que a policial realizava uma corrida em um parque da cidade.

Segundo apurado, a investigadora estava correndo na região do Parque Alvorada, em Dourados, quando o adolescente M.G.M.P. (17) tentou passar a mão nas nádegas dela. Ele estava andando de bicicleta no local. 

Ao perceber a aproximação de uma bicicleta, a investigadora conseguiu se desviar e, de imediato, correu atrás do infrator . Como ele estava de bicicleta, ela pediu  ajuda de um motorista que passava pelo local para alcança-lo. E, após entrar em luta corporal para mobilizá-lo, houve êxito em capturá-lo.

Inicialmente, o adolescente infrator se identificou falsamente, tentando se furtar da responsabilização. No entanto, a Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM) conseguiu identificá-lo corretamente e ouvi-lo em declarações. Durante a escuta, o adolescente afirmou ter importunado mais duas mulheres na região apenas nesta semana, além de mais uma situação no mês passado.

Foi instaurado um Auto de Apuração de Ato Infracional (AAAI), que será encaminhado para a Vara da Infância e Juventude. Considerando que o infrator é adolescente e não houve violência ou ameaça, ele foi liberado à família, conforme preconiza o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Apesar de detalhes de hora, local e descrição das mulheres, a DAM não verificou a existência de registros de ocorrência sobre tais fatos. A Polícia Civil reforça que importunação sexual é crime e que ao ser vítima de atitudes como essa, é importante que a mulher registre a ocorrência, para que o autor, seja adulto ou adolescente, possa ser responsabilizado por seus atos.