MS registra redução de crimes como roubos e furtos durante isolamento social

MS registra redução de crimes como roubos e furtos durante isolamento social
Foto: Arquivo

As diversas medidas tomadas por vários municípios visando o isolamento social e o combate ao coronavírus colaboraram para que crimes como roubos e furtos diminuíssem tanto em Campo Grande quanto nas cidades do interior do Estado. A redução chega a 31% no total de casos registrados pela polícia sul-mato-grossense.

Para o titular da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Campo Grande, delegado Reginaldo Salomão, a redução nos crimes de furto e roubo, incluindo latrocínio, já vinha apresentando redução nos indicadores desde 2018, e no período em que se instalou a pandemia em razão do Covid-19, os números se mostraram ainda mais acentuados, registrando queda expressiva.

“Nós estávamos tendo essa redução em termos comparativo desde 2018 quando fizemos a Operação Matriz Cooper, que atacou os receptadores. Isso diminuiu a demanda de compradores de celulares nos casos de roubo. Já nos furtos, devido a pandemia, as casas passaram a ficar mais vigiadas por conta do isolamento social, e por isso, não tiveram muitos casos”, explica Salomão.

Furtos

Conforme levantamento realizado pela Superintendência de Inteligência de Segurança Pública (SISP) e pela Coordenadoria de Fiscalização e Controle, no período entre 9 de março a 10 de maio de 2020, em comparação com o ano anterior, os índices se mostraram satisfatórios. Nos furtos foram de 6.325 mil ocorrências em 2019, e no mesmo período de 2020, 4.570 ocorrências, apresentando redução de 28% em todo o Estado.

Ao separamos esses dados, a redução se mostrou maior no interior, onde a SISP registrou 3.631 mil ocorrências em 2019 contra 2.505 mil em 2020, queda de 31%. Campo Grande também sinalizou positivos aos registros, com 2.694 casos (2019) contra 2.065 casos (2020), redução de 23%.

Roubos

Nos casos de roubo, a SISP informa que a queda registrada em Mato Grosso do Sul foi de 36% – em 2019 foram 1.304 ocorrências e neste ano, 838 casos. Em Campo Grande, em 2019 foram 776 ocorrências e 573 em 2020, queda de 26%. No interior, o índice foi maior, em 2019 foram 528 casos e 265 registros de ocorrência em 2020, queda de 49%.

Reginaldo Salomão reforça que a redução nos casos roubo ocorreu graças à parceria com o setor de inteligência. “Se nós pegarmos os últimos roubos de abril a maio, 90% deles foram esclarecidos em uma semana. E também mantemos desde 2018, 2019, 2020 os índices na elucidação de crimes devido as equipes especializadas que montamos”.  

Para o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Antonio Carlos Videira, o trabalho da polícia reflete nas ruas e pontua que os intercâmbios das agências de inteligência, principalmente com outros estados e países, auxiliam no combate a crimes praticados no Estado.